terça-feira, fevereiro 21, 2017

[Resenha] À Sua Espera-Abbi Glines


Mase sempre preferiu a vida simples em seu rancho no Texas à agitação do mundo do pai em Rosemary Beach. Na verdade, ele quase nunca visita o famoso astro do rock e Nan, sua meia-irmã mimada e egoísta. Mas tudo muda quando conhece uma das empregadas da casa, uma garota linda que, sem saber da presença dele, o desperta com seu canto desafinado.

Depois de anos sendo maltratada pela família e pelos colegas por causa de um distúrbio de aprendizagem, Reese conquistou sua liberdade e mora sozinha trabalhando como diarista para as famílias ricas da cidade. No entanto, seu sustento fica ameaçado quando ela causa um acidente na casa de Nan Dillon.

Ao ser salva por Mase, um rapaz atencioso e com charme de caubói, Reese fica surpresa pelo gesto dele e, depois, apavorada quando ele demonstra interesse nela. Nunca na vida Reese conheceu um homem em quem pudesse confiar. Será que Mase pode ser diferente?

Nessa ardente paixão que nasce entre a doce e batalhadora Reese e o centrado e sexy Mase, Abbi Glines mais uma vez mescla tristezas da vida real com amores de contos de fada e nos faz suspirar até a última página.”




Viciante, como sempre.

Mais uma vez, Abbi Glines nos brinda com um romance recheado de sensualidade e...drama! Ah, porque À sua espera é drama puro- e eu digo isso não de modo pejorativo. Muito pelo contrário. À sua espera é um melodrama puro. E maravilhoso.

Uma história de contos de fadas, onde Mase, irmão da irritante Nan e da boazinha Harlow, é o príncipe encantado, também conhecido como o Cowboy Tudi Bão!, e Reese é a Cinderella, ou simplesmente a faxineira que se apaixona pelo irmão da patroa.
Bem clichê...mas adoravelmente clichê.

O amor dos dois está lá, assim como as dificuldades. E não estou falando apenas das diferenças sociais e financeiras. Vítima de abuso e com problemas de aprendizagem (não entrarei em detalhes aqui, tá), Reese quer apenas se distanciar de seu passado e viver um dia de cada vez- e é aí que entra Mase, para lhe mostrar que a vida é muito mais que simplesmente “sobreviver”.
E é justamente esse Mase, que mostra que a vida pode ser muito mais, que a ajuda a lutar e lidar com suas dificuldades que está o melhor do livro. Analisando friamente, os temas abordados não são devidamente aprofundados, mas é bom ver uma autora de romances mais “lights” tratar de assuntos mais difíceis, mesmo que de forma superficial. Qualquer bandeira contra o abuso já é um ponto positivo- e o fato de Mase saber respeitar os limites de Reese me fez ter orgulho desse mocinho.

A relação entre os dois é algo que se fortalece página após página.
Sabe, este é um daqueles livros, dentro de seu gênero, que eu estava completamente disposta a dar 5 estrelinhas...até surgir um certo diálogo entre Mase e seu primo Major. Que decepção, Abbi! Estava tudo maravilhoso, precisava ter aquela conversinha extremamente machista e nojenta?

De qualquer forma, À  Sua Espera é mais um daqueles livros românticos e simpáticos que a gente não consegue parar de ler, mas que se diferenciam por, nem que levemente, mostrarem que a vida não é tão cor-de-rosa e existem batalhas que devem ser lutadas.

Vale muito a pena ler!

A Série
Mais uma chance faz parte da duologia Chance que, por sua vez,  faz parte do universo "Rosemary Beach", da qual a Trilogia Sem Limites também faz parte.

Trilogia Sem Limites
Livro 1- Paixão Sem Limites
Livro 2- Tentação Sem Limites
Livro 3-Amor Sem Limites
Livro 4- Rush Sem Limites

Perfeição
Livro 1 (Livro 5)-Estranha Perfeição
Livro 2-(Livro 6) Simples Perfeição

Chance
Livro 1 (Livro 7)- A primeira Chance
Livro 2 (Livro 8)- Mais uma chance

Livro 9- Pra Sempre Minha
Livro 9.5- Kiro's Emily (short Story)

Livro 10- A sua Espera

Livro 11- When You are bak
Livro 12-The Best GoodBye.
Livro 13 - Up in flames

Título Original: When I’m gone.
Autor: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Série Resemary Beach Livro 10
Gênero: Romance
Sub-Gênero/Assunto: Abuso, Imperfeições
Período: Atual. Litoral da Flórida, EUA


4.5/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

terça-feira, janeiro 31, 2017

[Resenha] O Par Perfeito- Nora Roberts



“Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro.

Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois.

Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito?

No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve.”



Simpatiquinho. Bonitinho.

Chatinho.

O Par Perfeito é um daqueles livros simpáticos mas facilmente esquecíveis e, se você já tiver lido Nora Roberts não vai achar muita diferença entre este aqui e outros tantos livros que ela escreveu, especialmente as últimas “trilogias”. Não é ruim,mas é beeem mais do mesmo.

E isso acaba cansando.

Como nos dois livros anteriores da série (no final da resenha tem os links), temos aqui um casal de opostos: Hope, a mocinha certinha e pragmática, e Ryder, o mocinho macho-alfa e de “emoções à flor da pele”. Como se trata do último livro de uma trilogia, aqui já sabemos quem são os personagens e de onde vieram, fazendo com a autora apenas adicione alguns poucos detalhes sobre seus passados.o que,honestamente, não acrescenta muito à narrativa.

A relação entre Hope e Ryder começa por estranheza, passa pelo sexo sem compromisso até... bem, vocês já sabem,né? Até eles se apaixonarem de verdade.

É até uma sequencia louvável, o problema é que tudo ocorre de maneira sorumbática (queria muito usar essa palavra numa resenha, rs!) Em outras palavras, faltou drama. Emoção mesmo. Não acho que seja necessário um vilão para uma história de amor fluir, mas é preciso ter contrapontos nessa relação. Em O Par Perfeito, até somos apresentados á uma espécie de antagonista, vindo do passado de Hope, mas a breve passagem não acrescenta muito à trama nem dá dramaticidade suficiente à história.

O fato é que vi a autora repetindo os mesmos padrões de livros anteriores. Ela tem um estilo e isto é louvável, porém senti falta de algo diferente do seu “modelo de romance”.
Nora Roberts é o melhor e o pior de O Par Perfeito. Se por um lado, ela se repete; por outro, é inegável seu talento com as palavras e personagens. Por mais críticas que se tenha ao livro, Nora faz com que seja impossível largá-lo.

Talvez esse não seja o melhor livro de Nora (uma pena, já que o primeiro livro da série,Um Novo Amanhã é muito bom!) mas ele é acima da média de outros livros do gênero. A qualidade literária está presente.

Fãs ardorosos da autora devem apreciar mais,porém, O Par Perfeito vale muita a pena a leitura!


Série:

Livro 1- Um Novo Começo
Livro 2- O Eterno Namorado
Livro 3- O Par Perfeito


**este livro foi gentilmente cedido pela editora**

Título Original: The Perfect Hope
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Série A Pousada- Livro 3
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Fantasma
Período: Atual. Maryland, EUA

Outra Capa:




3.5/5


 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

quarta-feira, janeiro 25, 2017

Romances em Contos 3: Ebook Grátis HOJE na Amazon!

Oie, pessoas lindas!
Tem promo de ebook grátis na Amazon!Só hoje. É pra não perder, hein?!

Corre lá!





 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

terça-feira, janeiro 24, 2017

[Resenha] A bela e o ferreiro - Tessa Dare

“Diana Highwood estava destinada a ter um casamento perfeito, digno de flores, seda, ouro e, no mínimo, com um duque ou um marquês. Isso era o que sua mãe, a Sra. Highwood, declarava, planejando toda a vida da filha com base na certeza de que ela conquistaria o coração de um nobre.

Entretanto, o amor encontra Diana no local mais inesperado. Não nos bailes de debute em Londres, ou em carruagens, castelos e vales verdejantes O homem por quem ela se apaixona é forte como ferro, belo como ouro e quente como brasa. E está em uma ferraria

Envolvida em uma paixão proibida, a doce e frágil Diana está disposta a abandonar todas as suas chances de um casamento aristocrático para viver esse grande amor com Aaron Dawes e, finalmente, ter uma vida livre! Livre para fazer suas próprias escolhas e parar de viver sob a sombra dos desejos de sua mãe. Há, enfim, uma fagulha de esperança para uma vida plena e feliz.

Mas serão um pobre ferreiro e sua forja o felizes para sempre de uma mulher que poderia ter qualquer coisa? Será que ambos estarão dispostos a arriscar tudo pelo amor e o desejo?”



Um conto de amor.

A bela e o ferreiro é uma simpática e curtinha história de amor sobre uma mocinha sensível (e todos os sentidos) e um trabalhador braçal.
Amor proibido. E daqueles lindinhos.

A primeira vista, Diana Highwood e Aaron Dawes eram completos opostos. De saúde fraca, ela vivia sob forte influência da mãe que tinha grandes esperanças de casá-la com um nobre. Aaron era o ferreiro da cidade e, embora não fosse pobre, era, bem, plebe. Totalmente inadequado para se dizer o mínimo.

O início do relacionamento se baseia em uma forte atração física, mas depois, mais do que o amor que aflora entre eles, a relação entre os dois é um vislumbre de liberdade na vida de Diana. Ela queria ser livre...e feliz.

O fato do livro ter poucas páginas, ser somente um pouco mais longo que um conto, é um dos seus pontos mais positivos. Sem tempo para subtramas e desenvolvimentos desnecessários, autor se foca no casal e no drama vivido por eles. No amor deles. Não existe barriga ou enrolação e isso foi ótimo.Nada como uma leitura leve, mas enxuta, para aproveitarmos melhor a história de amor. Não havia necessidade de mais.

A bela e o ferreiro é um leitura leve e simpática, sem grandes dramas, mas incrivelmente emotiva. Apesar de suas poucas páginas, eu torci pelo casal desde o princípio. Como todo bom romance de amor, este é daqueles que faz a gente sorrir sonhadora.

Recomendo!

Série:
Livro 1- Uma Noite Para se entregar
Livro 1,5- Once Upon a Winter's Eve (short Story)- pode ser baixada grátis (em inglês) na Amazon.BR
Livro 2- Uma Semana Para se perder
Livro 3- A Dama da Noite
Livro 3.5-A bela e o ferreiro
Livro 4-Any Duchess Will Do
Livro 4.5-Lord Dashwood Missed
Livro 5-Do You Want to Start a Scandal

Título Original: Beauty and the Blacksmith
Autor: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
Série Spindle Cove- Livro 3.5
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Família, Gravidez
Período: Regência. Inglaterra


4/5
 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

terça-feira, janeiro 17, 2017

[Resenha] Escândalo de Cetim- Loretta Chase



“Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.

Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor... se sobreviverem um ao outro.”



Faltou história.

Uma das coisas que eu mais gostei em Sedução da Seda, primeiro livro da série As Modistas, foi o fato da história não se focar somente na nobreza. Claro, o livro tinha o seu quinhão de sangue-azul, mas era basicamente sobre a burguesia. A protagonista era uma comerciante!

A autora continua na mesma toada com Escândalo de Cetim, mas ao contrário do primeiro livro em que tínhamos uma trama vibrante, aqui a história se apoia totalmente no casal de protagonistas, Sophy e Longmore.

E, devo dizer, não foi o suficiente. Eles são ótimos, não há como negar. A química está lá, os diálogos são inspirados, porém, o fato da história toda se focar basicamente na busca pela irmã “fugida” do rapaz, fez com que os dois, mesmo que inadvertidamente se tornassem coadjuvantes da própria história. O fato é que a partir de um certo momento eu comecei a achar a história chata... e sem romance suficiente. E isso é péssimo para uma história de amor.

A qualidade da escrita da autora é óbvia, assim como o modo que ela desenvolve seus personagens, porém, faltou paixão. História mesmo. Eu queria ter lido mais sobre Sophy e Longmore, e menos sobre Lady Clara.

No geral, não foi uma leitura ruim, mas esperava bem mais.

De qualquer forma, a leitura vale a pena.

A Série:

Livro 1- Sedução da Seda
Livro 2- Escândalo de Cetim
Livro 3- Volúpia de veludo
Livro 4- Romance entre rendas

Título Original: Scandal Wears Satin
Autor: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Série As modistas- Livro 2
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Família, Gravidez
Período: Sécs 18 e 19. Inglaterra

3.5/5

quarta-feira, janeiro 11, 2017

[Resenha] E Viveram Felizes Para Sempre- Julia Quinn



“Alguns finais são apenas o começo...

Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos...

Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza.

Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes?

A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton.
Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.”



Para aquecer o coração.

Eu sempre adorei epílogos. Aliás, muitas vezes fico muito frustrada quando uma história sem encerra sem aquele “pedacinho a mais” e por isso quando vi que a Arqueiro ia publicar os segundos epílogos de uma das minhas séries favoritas...ah, ah, meu coração!

...E Viveram Felizes Para Sempre é uma compilação dos segundos epílogos da série Bridgertons mais um tocante conto sobre como Violet se apaixonou por Edmundo. Só por este breve conto jjá vale a leitura. Mas eu diria que o livro é muito mais do que isso; foi sim uma maneira da autora nos conectar ainda mais com aqueles personagens tão queridos.
Apesar das histórias originais terem terminado de forma totalmente eficaz, os epílogos parecem que trouxeram uma certa finalidade, paz de espírito aos personagens e suas histórias.

Uma gravidez tardia, joias há muito perdidas, um segredo finalmente revelado... ...E Viveram Felizes Para Sempre tem momentos alegres, românticos e por vezes até melancólicos. Lindos.
É difícil escolher minhas histórias favoritas mas, além do conto de Violet, gostei muito da história de Daphne...e me emocionei demais com as de Francesca e Gregory. Sei que é super brega dizer isso, mas me deram borbulhinhas no coração.

Essa família é demais.

Ah, e vale lembrar que não faz sentido ler esse livro sem ter lidos os outros da série.
E só não dei 5 estrelinhas porque a filha da Hyacinth é tão chata quanto a mãe.


Recomendo!

**Este livro foi gentilmente cedido pela editora**


Série:
Livro 1- O Duque e Eu
Livro 2- O Visconde Que me Amava
Livro 3- Um Perfeito Cavalheiro
Livro 4- Os Segredos de Colin Bridgerton
Livro 5- Para Sir Phillip, com Amor
Livro 6- O Conde Enfeitiçado
Livro 7- Um Beijo Inesquecível
Livro 8- A Caminho do Altar

Os Epílogos: E Viveram Felizes Para Sempre


Título Original:
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Série Bridgertons- livro 9
Gênero: Romance Histórico
Sub-Gênero/Assunto: Família, Gravidez
Período: Sécs 18 e 19. Inglaterra


4.5/5



 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

segunda-feira, janeiro 09, 2017

[Resenha] Um Anjo Ao Entardecer - Flavia Cunha



“Destiny Campbell sempre cuidou das irmãs, mesmo enquanto os pais estavam vivos. Cuidar é o que ela sabe fazer melhor, então a profissão de enfermeira lhe cai como uma luva. Destiny tem uma personalidade forte e gosta de ter o controle das coisas. Ela só não consegue controlar o seu dom especial e seu relacionamento com o prefeito Zach King!
No passado Zach viajou em busca de seus sonhos e deixou escapar a chance de ter Destiny em sua vida. Então, ele volta a Springville e se torna prefeito da cidade. Agora possui quase tudo o que sempre sonhou em sua vida, menos a mulher com sangue irlandês que roubou seu coração. E ele precisa reconquistá-la e provar que podem ser felizes juntos.”



Delicinha de romance.

Segundo livro da Trilogia Irmãs Campbell, Um Anjo Ao Entardecer conta a história da irmã mais velha, Destiny e do prefeito da cidade, Zack.

Passando quase que simultaneamente com os acontecimentos do primeiro livro, Um Anjo Ao Entardecer mostra como Destiny, que sempre foi o alicerce da família, tenta se reconectar com seu antigo amor do passado, Zack, ao mesmo tempo que tenta lidar (e revelar) com os poderes paranormais que possui. Empatia. Algo complicado que faz parte dela, assim como é complicado se apaixonar e defrontar todos os empecilhos que parecem surgir na vida do casal.
Zack e Destiny são uns fofos!

Como um delicioso romance de banca, Um Anjo Ao Entardecer conta uma história simples e extremamente amorosa e suave com personagens simpáticos e uma eterna luta por um final feliz. Não existem grandes dramas ou conflitos- e acho que é justamente isso que faz o livro ser tão agradável de se ler.

Acho que já disse isso antes, em outra resenha, sobre a autora, mas acho o estilo muito parecido com a Titia Palmeirão. Só os ogros não são tão ogros assim e, bem, eu adoro como ela conduz as suas histórias. Sim, os personagens poderiam ter sido um pouco mais desenvolvidos e tudo acontece rápido demais...mas sabe aquele tipo de leitura que mesmo com críticas você acaba adorando, mergulhando de cabeça?

Pois é.

Além disso, os elementos de paranormalidade e sensualidade são adicionados à trama de forma natural e não agressiva. Não parecem ser fora do contexto e isso faz maravilhas para o desenvolvimento e credibilidade da trama.

Um Anjo Ao Entardecer é um romance para entreter, nos fazer esquecer dos problemas do mundo real por algumas horas- e deixar aquele sorriso bobo no rosto.

Super Vale a Pena a Leitura!


*** O livro foi gentilmente cedido pela autora***

Série AS irmãs Campbell
Livro 1- Um Anjo Ao Amanhecer
Livro 2- Um Anjo ao Entardecer
Livro 3- Um Anjo ao Anoitecer

Título Original: Um anjo ao entardecer
Autor: Flavia Cunha
Editora: Independente
Série Irmãs Campbell
Gênero: Romance Contemporâneo
Sub-Gênero/Assunto: Segunda Chance, Reencontro, Paranormal
Período: Atual. Interior dos EUA.

4/5
 photo Thais1_zpssfusghrx.gif