segunda-feira, junho 02, 2014

A Filha do Sangue, de Anne Bishop

O Reino Distorcido se prepara para o cumprimento de uma antiga profecia: a chegada de uma nova Rainha, a Feiticeira que tem mais poder que o próprio Senhor do Inferno. Mas ela ainda é jovem, e por isso pode ser influencidade e corrompida. Quem a controlar terá domínio sobre o mundo. Três homens poderosos, inimigos viscerais - sabem disso. Saetan, Lucivar e Daemon logo percebem o poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. Assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, no qual as armas são o ódio e o amor. E cujo preço pode ser terrível e inimimaginável.


Impactante.

O que falar sobre este livro? O que falar?!

Não seria imprudente dizer que A Filha do Sangue é uma livro que deveria com alguns “avisos”. Independentemente do que a capa fofa possa parecer, este livro está longe de ser uma fantasia YA cor-de-rosa , água com açúcar. Além disso, A Filho do Sangue não é para todos. Existem questões fortes e delicadas e nem todo mundo é capaz de se despir de qualquer tipo de barreira e encarar a leitura.

Eu mesma tive que colocar um aviso na mente e me condicionar ao fato de que se tratava de uma fantasia, um mundo fantástico. Mas, mesmo assim, muitas vezes...

É estranho, sabe, mas por muitas vezes meus sentimentos ficaram confusos, divididos com que eu lia. Era- é- estranho ver um homem adulto Daemon, apaixonado, desejoso de uma menina de 12 anos, Jaenelle. É moralmente inaceitável, porém, por mais que absurdo que fosse o sentimento Daemon, este era verdadeiro. E Jaenelle é muito mais que uma “simples” menininha de 12 anos. Parece difícil explicar- e é- mas, de certa forma, é aceitável. Há um paradoxo em toda a relação. Apesar do desejo carnal de Daemon, o amor dele é puro.

Assim como a sua amizade.

E mais do que o desejo sexual, ou a paixão avassaladora, a amizade da pequena Jaenelle e do sexy Daemon é o que realmente conduz a trama. Antes de qualquer coisa, eles são amigos. Companheiros. Personagens incríveis. Intensos e inesquecíveis.

Jaenelle é doce , arteira e levemente perversa como toda criança. Ela é a Feiticeira, a nova Rainha; tem mais poder do que qualquer outro- apesar de ainda não ter completo controle sobre esse poder. Ou, pelo menos, não tem a consciência desse poder.

Até conhecer Jaenelle, ódio era provavelmente o único sentimento de Daemon. Afinal, era escravo sexual desde a adolescência. Daemon é aquele tipo de personagem apaixonante, inquietante, impossível de se resistir.

Ele controla o livro. Isto é fato.

Porém, devo dizer que o meu favorito é Saeton,justamente o pai de Daemon e “mentor” de Jaenelle. Os embates do velho Senhor com a menina com hilários, dando uma providencial leveza ao livro.

O sexo é parte indissociável de A Filha do Sangue. Mas não se engane pensando que se trata de sexo hot, sensual. Aqui, o sexo é moeda de troca e controle; de forma alguma é um ato de amor. O mundo de A Filha do Sangue é corrompido e sujo; não há beleza nem compaixão e a única esperança é justamente Jaenelle.

Como vocês podem ter notado, eu nem me atrevi a escrevi muito sobre o que é a história de A Filha do Sangue. Acreditem em mim, nada o que eu escreva será o suficiente. Cada página do livro é uma aventura, uma surpresa.

Anne Bishop criou um mundo intrincado e fascinante. A história em si é maravilhosa porém, não pude deixar de notar alguns problemas de estrutura na narrativa. Algumas cenas me pareceram truncadas e muitas vezes me pareceu faltar a ligação entre uma cena e outra. Além, disso, por se tratar de um universo novo, desconhecido e altamente complexo, senti falta de um mapa do Reino Distorcido e de um Glossário de Personagens mais completo. Confesso que até agora não entendi muito bem a geografia do lugar.

De qualquer forma, A Filha do Sangue é um livro incrível; forte, violento, e tocante- e que merece ser lido. Basta ter a mente (bem) aberta e embarcar na fantasia.

Super Recomendo!

** Não posso deixar de comentar sobre o lindíssimo trabalho gráfico da editora. A capa esta um arraso. O texto em si tem alguns pequenos erros de grafia, mas nada que prejudique a leitura.




Título Original: Daughter of the Blood
Autor: Anne Bishop
Editora: Saída de Emergência
Gênero: Fantasia
Coleção: Bang!
Série: Joias Negras-Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Demônios, Paranormal, Bruxas
Período: Sabe-se lá...


Série:
Livro 1- A Filha do Sangue
Livro 2- A Herdeira das sombras-
Livro 3- Queen of Darkness- ainda inédito no Brasil

*** A autora ainda escreveu uma série de novellas/pequenas histórias ambientadas no mesmo universo de A Filha do Sangue. A lista completa completa pode ser vista AQUI


Outras Capas:


Este livro foi gentilmente cedido pela editora.


4.5/5

OBS: qualquer erro por favor avisar para que eu possa corrigir!;)

Reações: